quarta-feira, 28 de abril de 2010



Márcia Rocha - Sou nascida em Ubá, cidade da Zona da Mata, Minas Gerais, terra de Ary Barroso, filha única com apenas um irmão, onde vivo até hoje. Três filhos, mãe adolescente, casada durante 22 anos, hoje solteira. Três netos , duas meninas e um menino.
Sou formada em Pedagogia, com habilitação em Orientação Educacional/Pessoal. Eduquei e formei meus filhos praticamente sozinha. Olhei meus pais até que se foram. Hoje vivo só. Mulher delicada de corpo e forte de alma. Meus filhos são independentes e todos três formados.

Comecei a escrever dia 30 de setembro de 2008. Não me considero poeta. Sou apenas uma aprendiz. Entrei há pouco tempo no mundo virtual, cresci depressa demais. Tenho ainda muito a aprender. Comecei escrevendo em comunidades, como a do Vinícius de Morais. Sempre gostei de crônicas, e sempre tive muita facilidade para externar o que penso. Fui ficando conhecida e daí para escrever poesias foi um pulo. Começaram a me adicionar nas comunidades e os poetas de renome foram entrando na minha página de orkut. Escrevo sem rascunhar, direto, na primeira comunidade que me convidou. Da Claudinha Duarte, Comunidade dos Amigos. De lá vou distribuindo para as outras que me chamam. Posto no Recanto Das Letras todos os dias.

Meus autores preferidos são: Neruda, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Florbela Espanca, J.G. de Araújo Jorge, Rubem Alves, Vinícius de Morais, e,não podendo enumerar todos, quero deixar registrado, que no Brasil existem poetas maravilhosos!

Esta sou eu: Mulher guerreira, terna, amiga, alegre e sofrida. Mãe, amiga e avó dos meus lindos netos. Sinto muita saudade dos meus pais e dos meus filhos crianças, que cresceram junto comigo. Da casa barulhenta das brincadeiras das crianças, do amor pairando no ar. De um abraço, de um amigo, de um amor...

Escrever para mim não tem mistério. É só deixar o coração falar e transpor para a tela fria do computador, que esquenta com a minha emoção. Sou solitária, independente e muito forte... E isso meu bem, sem dizer que sou pura emoção!



ALVORADA NO MAR

Alvorecer que cobre de cores o mar que amo,
brilho na superfície da calmaria das águas,
profundo e belo em tua imponência
amores que se fundem na madrugada.

Amantes que se banham de beleza,
vida que prolifera dentro da tua profundeza
Amor que nasce feliz no calor da areia
sensação de renascer no seio da natureza.

Mar que me esquenta com tua essência
me toma e me deixa morena faceira
ondas que me despem e me possuem,
sinto tua força me tomando inteira.

Me leve contigo nos barcos de amantes,
me beija e me toca me deixando presa,
no cais que penetra tuas águas soberbas,
com ondas gigantes no fim do amor
no fervor do gozo que me ganha inteira.

Márcia Rocha











1 comentário:

EMOÇÕES disse...

Olá Jorge!
Com certeza, sua amiga deve ter ficado muito feliz ao ver um "Cantinho" pra ela, num blog tão bonito como o seu.
Bjs...